O Curioso Caso de Lil Nas X

Postado ou atualizado em 26 de março, 2020

metaforicamente, somos todos fantoches. esse post te fará enxergar as cordas.

Existe um problema afetando donos de negócio como um câncer. E esse câncer destruirá seu negócio antes que você perceba.

E eu percebi esse câncer passeando pela Av. Paulista. Quando conheci um cara chamado Felipe, que fabrica esses alto-falantes naturais de madeira.

Resultado de imagem para alto falante madeira

O som é amplificado sem eletricidade, só com a acústica da caixa. É bem daora (e marketável).

Mas Felipe, o cara que fabrica essas caixas, é meio estúpido. (foi mal, Felipe).

Ele acha que vender é coisa de gente malvada. Quando eu perguntei sobre receber investimentos ele agiu como se fosse o mesmo que vender a alma pro demônio.

(no fundo, ele só tem preguiça de trabalhar mais).

Perguntei: “Mas Felipe, se você não crescer sua empresa rápido e alcançar mais mercado… alguém vai fazer no seu lugar.”

E aí Felipe responde: “Deixa fazer! Eu quebro a perna dele! hahahahahahhhhh”.

Percebi na hora que Felipe ainda não tinha feito a transição de adolescente para adulto, e achava que o mundo funciona igual o ensino médio. O que te fez vencer não é sua capacidade de tomar decisões inteligentes, mas de ser mais “forte” e ameaçador.

Mas Felipe é só um sintoma de uma mentalidade traiçoeira: marketing e vendas são coisas ruins.

O negócio é o seguinte: sempre que você começa um negócio, você ganha outro de brinde. E você sempre terá 2 negócios.

Felipe tem um produto inovador, mas enquanto não aprender a usar a internet a seu favor, vai ter que torrar no sol da paulista pra fazer uns trocados.

O músico pode compor uma melodia dos céus, mas sem um bom marketing, vai viver sobreviver atrás couvert de R$10.

E assim começa a história do Lil Nas X. Você agora conhece ele como o cantor daquela “Old Town Road”. Quando terminar esse artigo, você vai enxergar um gênio do marketing.

Resultado de imagem para lil nas x wink

Não é atoa que a maioria dos músicos são fracassados: eles acreditam que o sucesso vem de compor músicas fodas.

esse cara aí entendeu que isso é balela, e conseguiu “hackear” seu caminho pro topo.

Quem disse que músico tem que fazer música?

“Oooh im gonna take my horses to the old town road, till Iiiii can’t ride no more.”

Há 1 ano esse cara de 19 anos era um zé ninguém. Hoje é o cara com o recorde mundial de música mais tempo no topo da Billboard.

Como? Entendendo como o jogo funciona.

Por volta de 2018, Lil Nas largou a faculdade. E o que um músico tem que fazer quando quer sucesso? Lançar músicas, né? Errado.

Diferente dos milhares que tentam e fracassam, ele não fazia quase nenhuma música.

No lugar disso, ele passava o dia no Twitter. Postando memes e criando relacionamentos.

daí você me diz: “ah eu passo horas no IG e adoro memes! vou ser famoso também!”

aham, tá bom. vai nessa. Existe uma diferença entre você e o Lil Nas X: tudo fazia parte de uma estratégia.

Em pouco tempo, sua conta chegou em 30.000 seguidores. Não é muito, mas é suficiente pra bombar umas músicas, né?

PEEEEEM. errado. Ele postava memes e batia 2000 compartilhamentos. Posta sua música e tinha 3.

Resultado de imagem para sad meme

Segredo 1: Cavalo de Tróia

Nas agora podia desistir e falar que marketing não funciona… mas ele decidiu ser criativo.

E criou a estratégia que apelidei de Cavalo de Tróia: ele criava memes, mas agora infiltrando suas músicas.

“Eu sabia que tinha que fazer algo curto, pegajoso e divertido” – Lil Nas X

E no dia 3 de dezembro de 2018 Lil Nas postou isso:

O vídeo viralizou absurdamente no Twitter. Depois no TikTok, e por último na BillBoard (a revista que funciona como o ranking musical do mundo).

(Vou abrir um parênteses pra te dizer que entrar nessa revista é algo absurdamente difícil. É um lugar disputado pelos maiores artistas do mundo, e um novato entrar é algo inimaginável.)

Segredo 2: Como Lil Nas X hackeou a Billboard.

Mas ele usou um truque. Nas listou sua música como country, sabendo que essa categoria é bem menos competitiva.

Ou seja: ele mudou a categoria da música, diminuindo a barreira de entrada, e consequentemente entrando no ranking.

Top! Pena que uma semana depois a revista ficou furiosa e removeu sua música por não ser country.

Mas o que eles não sabiam é que isso foi o ponto de virada pro Nas: todo mundo começou a falar sobre isso. E duas semanas depois sua música era a mais ouvida do mundo.

Número uno, baby.

Segredo 3: Falha no sistema

Mas o rapaz tava só começando.

O sistema da Billboard tem uma falha, onde plays em remix de uma música contam para o posicionamento da música original.

Resultado? Lil Nas aproveitou sua autoridade de TOP 1 e saiu fazendo remix com vários famosões, como Billy Ray Cirus e Young Thug (não faço ideia de quem seja esse Young Thug, mas muita gente faz).

Por estar com celebridades, cada novo remix adicionava milhões de “pontos” pra principal. Quer saber se isso deu certo? Em alguns meses ele quebrou o recorde da Mariah Carey de mais semanas consecutivas em #1 lugar.

Cara, para e pensa por um segundo. 5 meses atrás ele tava desempregado, dormindo no sofá da irmã e com a corda no pescoço com tanta dívida no banco.

E “do nada” ele atinge um nível de relevância mundial.

Segredo #4: Ele deu sorte.

“Muita gente fala “esse menino deu sorte”. Não, mano. Não foi um acidente.” – disse o próprio Lil Nas.

Um momento chave pra viralização da música foi esse vídeo:

O tweet dizia “Voltar com sua ex ou ouvir country?”, e no vídeo um cara galopando em pé ao som de Old Town Road.

Boom, outro meme viraliza.

Mas um detalhe crucial: esse vídeo não foi postado por Nas, mas por um cara aleatório.

E quando perguntaram pra esse cara: “por que você fez esse meme?”… adivinha a resposta?

“O Lil Nas me enviou por direct e pediu pra que eu postasse”.

boom! O cara não só usava seu perfil, mas criava versões diferentes e pedia pra amigos postarem – pra viralizar ainda mais. Afinal, outras pessoas falando da sua música tem mais valor do que você mesmo.

E não para por aí! O Lil Nas mudou o título da música no YouTube e no SoundClound pra incluir esse trecho do vídeo “I got horses in the back”. Ele sabia que iam googlar por estar nesse trecho do meme, e fez isso pra acharem seus perfis com mais facilidade.

Viva fora da caixa.

As coisas não aconteceram pro Nas. Elas aconteceram POR CAUSA do Nas.

As pessoas acham que sucesso = ou sorte ou trabalho duro; mas às vezes, é só trabalho inteligente.

Mesmo que feito por um cara de cueca, no sofá da irmã, arquitetando tudo com seu iPhone velho.

Ele criou memes, fez amigos, e construiu uma audiência. Entendeu como funcionava o sistema, e o resto você já sabe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
e aí, gostastes tu?

então você também gostarás-tes da estar na minha lista. lá você vai ter acesso a uns insights especiais, dicas rápidas e alguns hacks

Contribua com esse artigo: